GABARITO

Resolução completa na Lista de Exercícios!

1. 01 + 02 + 04 + 08

2. E

3. C

4. A

5. B

6. B

7. B

8. a) A quinta via toma como princípio a finalidade dos seres, ou seja, o fato de que tudo o que carece de inteligência opera em vista de um fim, que busca alcançar o que é o melhor. Essa finalidade não pode ser alcançada sem que haja uma intenção ou causa. Para Tomás de Aquino, pensar que essa finalidade possa ser alcançada sem que haja uma causa anterior é tão absurdo como querer que uma flecha possa alcançar o alvo sem ser antes arremessada por um arqueiro. Partindo-se desse princípio, o filósofo afirma que o correto uso do entendimento pode conduzir o raciocínio ao conhecimento de uma causa anterior e sucessiva, até que não se possa afirmar nenhuma outra que não seja a primeira causa, ou seja, Theós (Deus). Por isso, afirma-se que a quinta via é uma prova a partir dos efeitos, pois é a partir do conhecimento da natureza criada que podemos conhecer algo a respeito do Criador.

b) De acordo com Aristóteles, entende-se por causa “aquilo de que como um material imanente provém o ser de uma coisa”. Assim, é inconcebível que um ser imanente seja ele próprio a sua própria causa, dependendo ele de uma causa anterior que fundamente a sua existência. Da mesma maneira, o pensamento aristotélico valoriza a experiência como forma de acesso ao conhecimento; e a experiência nos mostra coisas múltiplas que se harmonizam ou buscam se harmonizar em vistas de um fim comum. Para Aristóteles, é forçoso que exista uma ordem anterior e primeira à qual ele denomina de primeiro motor imóvel. Portanto, tomando o estagirita como referência, e acrescentando os fundamentos da sua teologia e filosofia cristã, segundo as quais a Alma é conhecida pelos seus atos, Tomás de Aquino afirma que Deus é essa causa primeira que ordena as coisas para que elas possam realizar o seu fim.  

9. B

10. D

11. D

12. 02+04+08

13. 01+ 04+ 16 = 21

14. 01+04+08 =13

15. D


 

 

Axact

Recomendamos

O espaço virtual do estudante!

Postar um comentário:

0 comentários: