(Cmrj 2020) Texto I

 

Memória

Amar o perdido

deixa confundido

este coração.

 

Nada pode o olvido

contra o sem sentido

apelo do Não.

 

As coisas tangíveis

tornam-se insensíveis

à palma da mão.

 

Mas as coisas findas,

muito mais que lindas,

essas ficarão.

(ANDRADE, Carlos Drummond de. Poesia e prosa em um volume. Rio de Janeiro: Ed. Nova Aguilar, 1983. p. 266.)

 

 Texto II

 

Texto III

Na juventude, conseguimos nos lembrar de toda a nossa curta vida. Mais tarde, a memória vira uma coisa feita de retalhos e remendos. É um pouco como a caixa-preta que os aviões carregam para registrar o que acontece num desastre. Se nada der errado, a fita se apaga sozinha. Então, se você se arrebenta, o motivo se torna óbvio; se você não se arrebenta, então o registro de sua viagem é muito menos claro.

 (BARNES, Julian. O sentido de um fim. Rio de Janeiro: Rocco, 2019. p. 125.)

 

Texto IV

Até onde remonto as minhas lembranças, encontro-me fascinado pela memória. Ela retém o cimento do espírito, o segredo da nossa identidade; a memória entrega-nos à vertigem do ser e do tempo. [...] a memória, a minha memória, não guarda mais do que um pálido reflexo do instante que vivi e que me esforço, neste instante, por fazer reviver. Em certa medida, só posso fazer reviver o instante que vivi sem tentar abafar o instante que vivo. [...]

Acreditei durante muito tempo que a memória servia para lembrar; sei agora que ela serve sobretudo para esquecer.

 (CHAUNU, Pierre. “O filho da morta”. In: Ensaios de Ego-história. p. 63-4.)

 

Lembrar ou esquecer: eis a grande questão. Em que medida as vivências compõem a nossa história?

A partir da leitura dos textos e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade formal escrita da língua portuguesa sobre o tema: 

O valor da memória na construção de histórias individuais ou coletivas.

 Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para a defesa do seu ponto de vista.



Axact

Recomendamos

O espaço virtual do estudante!

Postar um comentário:

0 comentários: