1. (Enem PPL 2016) No aniversário do primeiro decênio da Marcha sobre Roma, em outubro de 1932, Mussolini irá inaugurar sua Via dell Impero; a nova Vida Sacra do Fascismo, ornada com estátuas de César, Augusto, Trajano, servirá ao culto do antigo e à glória do Império Romano e de espaço comemorativo do ufanismo italiano. Às sombras do passado recriado ergue-se a nova Roma, que pode vangloriar-se e celebrar seus imperadores e homens fortes; seus grandes poetas e apólogos como Horácio e Virgílio. 
SILVA, G. História antiga e usos do passado: um estudo de apropriações da Antiguidade sob o regime de Vichy. São Paulo: Annablume, 2007 (adaptado).

A retomada da Antiguidade clássica pela perspectiva do patrimônio cultural foi realizada com o objetivo de
a) afirmar o ideário cristão para reconquistar a grandeza perdida.   
b) utilizar os vestígios restaurados para justificar o regime político.   
c) difundir os saberes ancestrais para moralizar os costumes sociais.   
d) refazer o urbanismo clássico para favorecer a participação política.   
e) recompor a organização republicana para fortalecer a administração estatal.   
  
2. (Ueg 2013) Analise a imagem. 

Augusto de Prima Porta, esculpida por volta de 19 a.C., é uma típica escultura da Roma antiga. A diferença dessa escultura em relação às gregas do período clássico está
a) na monocromia, indicando maior austeridade dos costumes romanos em comparação com os dos gregos.   
b) na postura ereta e estática, demonstrando que as esculturas gregas retratavam o movimento dos corpos.   
c) no caráter político, já que as esculturas gregas priorizavam temas da mitologia religiosa.   
d) no uso da indumentária militar na composição da obra, uma vez que as esculturas gregas valorizavam o corpo humano.   
  
3. (Ufsm 2012) Observe as imagens:



Com base nas gravuras, reflita a respeito da Antiguidade Clássica e analise as afirmativas a seguir.

I. A Civilização Grega não sofreu influência dos egípcios nem dos povos do Oriente Médio. Sua cultura esgotou-se entre os gregos e sua originalidade foi reconhecida apenas com o Renascimento Cultural.
II. A arte do período clássico evidenciou o ideal grego de harmonia e equilíbrio, percebido tanto na representação da figura humana quanto no projeto de sociedade, a pólis.
III. A arte do período helenístico expressou uma dramaticidade que pode ser entendida como expressão das tensões do mundo grego da época: a derrocada da pólis autônoma e independente e a formação de grandes reinos.
IV. Ao conquistar e dominar as cidades gregas, o Império Romano manteve o seu projeto original (oriundo das culturas itálicas) e ignorou a cultura helênica.

Está(ão) correta(s)
a) apenas I e II.   
b) apenas II e III.   
c) apenas I, II e III.   
d) apenas III e IV.   
e) apenas IV.   
  
4. (Ufg 2008) Observe a imagem:

A pintura egípcia pode ser caracterizada como  uma arte que
a) definiu os valores passageiros e transitórios como forma de representação privilegiada.   
b) concebeu as imagens como modelo de conduta, utilizando-as em rituais profanos.   
c) adornou os palácios como forma de representação pública do poder político.   
d) valorizou a originalidade na criação artística como possibilidade de experimentação de novos estilos.   
e) elegeu os valores eternos, presentes nos monumentos funerários, como objeto de representação.   
  
5. (Unesp 2007) Observe e compare os monumentos.
O elemento comum às construções apresentadas constitui
a) um esforço de ostentação perdulária, de demonstração de hegemonia e de poder de grandes impérios unificados.   
b) uma expressão simbólica das concepções religiosas da Antiguidade, que se estenderam até os dias atuais.   
c) um aspecto da arquitetura monumental que se opõe à concepção do homem como medida de todas as coisas.   
d) um princípio arquitetônico estrutural modificado ao longo da história por concepções religiosas, políticas e artísticas.   
e) uma comprovação do predomínio dos valores estéticos sobre os religiosos, políticos e sociais.   
Axact

Recomendamos

O espaço virtual do estudante!

Postar um comentário:

0 comentários: