1. e) absolutismo 

2. a) do liberalismo, que dispensou a regulamentação da economia pelo Estado. 

3. e) racionalismo, cientificismo, progresso, esclarecimento.

4. b) Iluminismo.

5. c) evitar a concentração de poder e os abusos dos governantes, bem como proteger as liberdades individuais dos cidadãos.

6. c) críticas ao questionamento, à investigação e à experiência como forma de conhecimento da natureza.

7. c) consolidação do uso da razão, ou racionalismo, como elemento essencial do ser humano.

8. b) defesa dos monopólios régios — apoio à livre concorrência.

9. e) da separação dos poderes, proposta por Montesquieu, em que o Executivo, o Legislativo e o Judiciário devem exercer os seus poderes de forma independente e equilibrada entre si.

10. a) Jean-Jacques Rousseau

11. a) afirma que o conhecimento não é inato, pois sua aquisição deriva da experiência.

12. e) Que há, na espécie humana, duas espécies de desigualdade: a primeira, natural, e a segunda, moral ou política.

13. e) utilização da claridade para conferir visibilidade aos presos e às suas ações.

14. e) I e IV corretas, enquanto II e III incorretas.

15. c) A crítica ao mercantilismo, à limitação ao direito à propriedade privada, ao absolutismo e à desigualdade de direitos e deveres entre os indivíduos.

16. c) Segundo Locke, a origem do poder político depende do estado de natureza.

17. d) “Afirmo que essas duas, a saber, as coisas materiais externas, como objeto da sensação, e as operações de nossas próprias mentes, como objeto da reflexão, são, a meu ver, os únicos dados originais dos quais as ideias derivam.”

18. b) I – John Locke; II – Montesquieu.



Axact

Recomendamos

O espaço virtual do estudante!

Postar um comentário:

0 comentários: