1. a) arroz, em um sistema agrícola chamado terraceamento.   

 

2. b) arcaísmo das técnicas de cultivo, associado à concentração fundiária.   

 

3. d) moderno de produção, em que ocorrem investimentos em técnicas avançadas aplicadas nos rebanhos, tais como melhoramento genético e inseminação artificial.   

 

4. b) padrão de distribuição de renda.    

 

5. c) Utilização da técnica de controle biológico.    

6. c) II, III e IV.   

7. a) trienal, criado na idade média, no qual a rotação de culturas possibilitava colheitas de dois tipos de cereais e a recuperação do solo a cada ano.   

8. c) das condições físico-geográficas de uma região, da cultura e do nível de desenvolvimento econômico de uma dada sociedade.    

9. e) I, II, III e IV.   

10. c) I e II     

11. d) o aumento das exportações de produtos agrícolas pode reduzir a produção de alimentos para o mercado interno. 

12. c) ao mesmo passo que o Brasil se dinamiza economicamente, destacando-se pelo seu desenvolvimento tecnológico agrícola, em particular na produção de commodities, mantém em sua estrutura social, características arcaicas, como concentração fundiária e violência no campo. 

13. d) substituição do trabalhador no processo de produção agrícola. 

14. e) Saúde de populações tradicionais 

15. a) a desigualdade de acesso (de poder de compra) aos alimentos, cada vez mais caros, que exclui parcelas de população já comprometidas com a falta de uma nutrição adequada. 

16. a) propriedades com área reduzida – elevado custo de produção 

17. a) concentra suas atividades no setor primário. 

18. e) Concentração das áreas cultiváveis no setor agroexportador — Aumento da ocupação da população pobre em territórios agrícolas marginais. 

19. d) a busca de áreas agricultáveis, em nível internacional, representa o traçado de uma nova geopolítica relacionada à escassez de terras e alimentos. 

20. c) adotar técnicas intensivas, com abundância de trabalho humano e baixa mecanização.

21. e) Na região Sudeste, a expansão do plantio ocorrida na última década resultou do aumento da demanda pelo álcool combustível. 

22. b) mercado consumidor urbano expressivo 

23. e)

24. b) a existência da fome no mundo é reflexo do preço elevado dos alimentos, da falta de acesso à terra, do controle das multinacionais no mercado agrícola, entre outras causas. 

25. d) o processo de capitalização do campo tem provocado gradualmente a mercantilização da vida social no campo, pois, de forma lenta, a autonomia que a agricultura (atividades agrícolas) até então tinha, tem sido levada a atender a uma subordinação de novos interesses, formas de vida e de consumo típicos de áreas urbanas. 






Axact

Recomendamos

O espaço virtual do estudante!

Postar um comentário:

0 comentários: