SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Instagram siga no Instagram

1. b) No centro do Estado da Bahia localiza-se a principal área no interior da região Nordeste com 1 a 3 meses secos, devido ao efeito orográfico da Chapada Diamantina na formação de chuvas.   

 

2. c) 12,0 e 26,0   

 

3. e) a existência de zonas climáticas, em função da maior intensidade da radiação solar na região equatorial quando comparada à incidência nos polos.    

 

4. c) menor precipitação na região Sul do Brasil.   

 

5. a) de centros de baixa pressão atmosférica que se formam no oceano e possuem um núcleo quente e úmido.   

 

6. e) A influência oceânica foi limitada pela ação do centro de baixa pressão, que, ao diminuir a velocidade dos ventos e a umidade do ar, tornou possível a ocorrência de chuvas extremas.   

 

7. c) I e II.    

 

8. c) Influência de umidade das áreas florestais.    

 

9. b) A dinâmica das massas de ar e de frentes frias interfere nas ocorrências climáticas brasileiras. A Massa de Ar Equatorial Continental (MEC), localizada sobre a Planície Amazônica, possui características de elevadas temperaturas e de alta umidade e se origina sobre uma superfície com farta e caudalosa rede de drenagem coberta por uma exuberante e densa floresta, além de ter sua atmosfera enriquecida com a umidade oceânica proveniente de leste e de nordeste.   

 

10. c) Macapá e Salvador.   

 

11. b) Y indica a Massa Polar Atlântica, que se desloca a partir do sul em direção ao norte do território brasileiro e tem como característica a presença de ar frio, podendo atingir a região Centro-Oeste no inverno.   

 

12. c) tropical, onde as altas temperaturas estão bem distribuídas ao longo de todo o ano e as precipitações estão concentradas no verão.   

 

13. b) formação de anticiclone impedindo a entrada de umidade.    

 

14. a) extremos de chuvas e enchentes que ocorrem com frequência cada vez maior durante alguns dias de verão em grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.    

 

15. c) Massas de ar, que provocam precipitações.   

 

16. a) as algas marinhas, uma vez que produzem mais oxigênio pela fotossíntese do que precisam na respiração.

 

17. c) se configura o fenômeno “El Niño”.

 

18. d) Apenas II e IV.

 

19. c) à perda de umidade das massas de ar que circulam sobre o Sertão do Nordeste e à atuação da massa Equatorial Continental na Amazônia.

 

20. e) 6 Tropical de altitude, Café

 

21. b) subtropical e semiárido

 

22. a) É típica de inverno, quando massas frias atravessam essas regiões, provocando inicialmente uma precipitação e, na sequência, queda da temperatura e tempo mais seco.

 

23. c) a Massa Polar Atlântica, originária do sul da Argentina, fria e com pouca umidade, ao se deslocar até o litoral nordestino, encontra-se com a Massa Tropical Atlântica, provocando chuvas frontais e queda de temperatura.

 

24. c) da ascensão do vapor d’água das partes mais inferiores da troposfera; o ar aquecido ascendente se resfria e se condensa.

 

25. c) temperaturas altas e constantes, média precipitação anual correspondem a um clima tropical e seco, devido, entre outros motivos, à continentalidade.

 

26. b) relevo com topografia mamelonar; solos latossólicos; floresta latifoliada tropical; climas tropical e subtropical úmido.

 

27. c) do relevo de altitudes mais elevadas.

 


Axact

Recomendamos

O espaço virtual do estudante!

Postar um comentário:

0 comentários: