Economias Emergentes - Questões de Vestibulares

1. (Espcex (Aman) 2017) No que diz respeito ao Brasil e seu relacionamento com as instituições internacionais, é correto afirmar que
a) na década de 1970, foi elaborado o projeto “Brasil Potência”, que visava à supremacia estratégica do Brasil na América do Sul, por meio da criação de blocos econômicos, como o Mercosul.   
b) em 2008, constituiu-se, internacionalmente, o Grupo dos 20 Financeiro (G-20 Financeiro), por iniciativa brasileira, a fim de articular posições conjuntas dos países em desenvolvimento nos assuntos de redução de subsídios e de abertura dos mercados agrícolas dos países desenvolvidos.   
c) a partir de um entendimento entre Brasil e Argentina, o Mercosul adotou uma “cláusula democrática”, porém esses países não aceitaram o regime de inspeções adotadas pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).   
d) o Brasil vem procurando reforçar sua presença nas instituições internacionais, participando do G-20 Comercial e do G-20 Financeiro, mesma postura que a China, a Índia e a Argentina vêm adotando.   
e) o Tratado da Unasul, assinado em 2008, estabeleceu um banco de desenvolvimento (o Banco do Sul) e criou um conselho de defesa, o Conselho de Defesa Sul-Americano, o qual passou a funcionar nos mesmos moldes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), isto é, como uma aliança militar.   
  
2. (Uerj 2017) Um dos fatores que impulsionaram a tecnologia da informação foi o sucesso dos profissionais indianos nos Estados Unidos, principalmente no Vale do Silício. A saída de estudantes indianos gerou um intenso debate dentro da Índia: emigrantes eram acusados de usarem a excelente educação recebida gratuitamente do governo para impulsionar suas carreiras sem dar nada de volta ao país. O grosso da emigração indiana hoje vai para os EUA, Austrália, Canadá e Nova Zelândia.
Adaptado de COSTA, F. Os indianos. São Paulo: Contexto, 2015.

Apesar da crítica relatada no texto, a economia indiana também se beneficiou com a emigração de profissionais indianos qualificados.

Para a Índia, uma consequência positiva desse processo demográfico tem sido:
a) barateamento da mão de obra local   
b) recebimento de remessas financeiras   
c) diminuição dos índices de desemprego   
d) ampliação das exportações da indústria   
  
3. (Fgvrj 2015)  O grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul anunciou, nesta terça-feira (15/07), a criação de um banco de desenvolvimento. [...] O nome oficial é Novo Banco de Desenvolvimento (New Development Bank, NDB, em inglês).
http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2014/07/15/banco-do-brics-tera-sede-em-xangai-e-1-presidencia-sera-da-india.htm

Sobre o banco criado pelos BRICS, é correto afirmar:
a) São Paulo, uma das principais praças financeiras do bloco, foi escolhida para abrigar a sede da nova instituição, que deverá entrar em funcionamento em 2016.   
b) Conforme as normas acordadas, apenas os países do bloco podem se associar ou receber empréstimos da nova instituição, que deverá operar no interior de suas fronteiras.   
c) A nova instituição foi criada com o objetivo de financiar projetos de infraestrutura e desenvolvimento em países pobres e emergentes, que dispõem de crédito considerado insuficiente nas principais instituições financeiras internacionais.   
d) Como parte da agenda de criação do novo banco, os países do bloco interromperam unilateralmente suas relações com instituições financeiras tradicionais, tais como FMI e Banco Mundial.   
e) A criação da nova instituição faz parte da agenda de implantação de uma união econômica completa entre os países do bloco, que deverão adotar uma moeda única em 2020.   
  
4. (Espm 2015) 
“A novidade, divulgada durante a 6ª Cúpula do BRICS, realizada em Fortaleza (CE), é a primeira ação significativa do gru­po de países emergentes criado em 2006 em busca de uma maior influência global. Até então, os encontros eram pautados por muitos discursos e intenções comuns, sem grandes resultados práticos. Isso mudou nesta semana e, segundo especialistas con­sultados por ZH, pode trazer benefícios ao país e ao estado em diferentes áreas – em­bora não imediatamente.”
(http:/zh.clicrbs.com.br/RS/notícias) 15/7/2014

A 6ª Cúpula do BRICS lançou como novidade:
a) a criação de um banco do BRICS (Novo Banco de Desenvolvimento) e a formação de um Fundo de Emergência contra Cri­ses;   
b) a formação de uma agência de pesquisas espaciais;   
c) a formação de uma comissão para fomentar o comércio entre os membros do grupo;   
d) a formação de um foro permanente para análise conjunta dos grandes temas da agenda internacional;   
e) a formação de uma comissão para prepa­rar a adoção pelos membros do grupo de uma moeda comum.   
  
5. (Espcex (Aman) 2015)  Em 2003 foi criado o termo BRIC, uma sigla indicando o Brasil, a Rússia, a Índia e a China, respectivamente, como países que estariam destinados a ingressar no seleto grupo das principais economias mundiais, devido à força de seus recursos naturais, humanos e estratégicos.

Sobre os parceiros do Brasil nesse bloco, é correto afirmar que

I. embora a Rússia tenha perdido importância econômica no cenário mundial, apresenta-se como uma estratégica fornecedora de petróleo e gás natural para os países europeus.
II. enquanto na China o setor secundário responde por quase metade do PIB do País; na Índia é o setor terciário que se destaca, respondendo por mais da metade do seu PIB.
III. a competitividade da economia chinesa está fortemente relacionada à vasta reserva de mão de obra barata, ao seu enorme mercado consumidor potencial e às reformas políticas democráticas promovidas pelo Partido Comunista, sem as quais seria inviável a atuação do grande capital.
IV. enquanto o “milagre chinês” articulou-se em torno da produção manufatureira intensiva em mão de obra, a Índia se destaca na globalização através dos setores de biotecnologia e de tecnologias da informação, os quais demandam quantidade relativamente pequena de trabalhadores de alta qualificação.
V. em virtude das rígidas políticas de controle de natalidade, tanto a China como a Índia já apresentam taxas de crescimento natural próximas a zero, o que implicará necessariamente um rápido processo de expansão da população idosa em ambos os países.

Assinale a alternativa em que todas as afirmativas estão corretas.
a) II, III e V    
b) II, III e IV    
c) I, IV e V    
d) I, III e IV    
e) I, II e IV   
  
6. (IFBA- 2014)  Aonde os emergentes querem chegar?

“(...) Dois eventos centrais para os países emergentes serão realizados em Brasília em abril: a Cúpula Índia-Brasil-África do Sul (Ibas) e a Cúpula Brasil-Rússia-Índia-China (Bric). (....) Esperamos que estes encontros tenham grande ressonância para o futuro da cooperação Sul- Sul, assim como o novo papel dos países emergentes na política global.”
ROY, Tathin. Aonde os emergentes querem chegar?. Folha de São Paulo. São Paulo, 11 de abril de 2010. Opinião. p. A3.

Este novo papel que os países emergentes citados no texto representam na política global se refere
a) ao seu extensivo combate à fome, pobreza e exploração do trabalho infantil, através de ações e programas governamentais.   
b) à posição de membros efetivos no Conselho de Segurança da ONU, inclusive liderando missões, como foi o caso do Brasil no Haiti.   
c) à sua recente equiparação em termos bélicos a países como Estados Unidos e Japão, o que os eleva ao patamar de potências militares.   
d) ao aumento da sua influência e poder na governança econômica global, devido aos bons índices de crescimento de suas economias.   
e) ao protagonismo nas questões ambientais e de desenvolvimento sustentável, visto que diminuíram significativamente suas emissões de gases estufa.   
  
7. (IFAL-2012) O comércio internacional tem sido um dos principais impulsionadores da globalização, fundamental para o aumento da interdependência entre as nações. Brasil, Rússia, Índia e China – países conhecidos como Bric –, têm chamado a atenção e despertado o interesse de alguns países desenvolvidos industrializados devido ao grande e rápido crescimento econômico desse conjunto de países em um mundo cada vez mais globalizado. Os países que constituem o Bric destacam-se, entre as demais nações do mundo, devido a características como:
a) significativa extensão territorial; elevada população absoluta e mercado consumidor; ricos em reservas minerais.   
b) grandes reservas minerais; baixíssima população absoluta; grande destaque na pecuária para exportação.   
c) são países socialistas; elevado mercado consumidor; grandes produtores de petróleo; todos são países desenvolvidos.   
d) são países subdesenvolvidos; elevada densidade demográfica; mercado consumidor em potencial; agropecuária voltada para exportação.   
e) pequena extensão territorial; grande população absoluta; baixo mercado consumidor; são países socialistas.   
  
8. (Ufg 2012) Leia o texto a seguir.

A questão regional retoma hoje sua força, em primeiro lugar, pela proliferação efetiva de regionalismos, identidades regionais e de novas-velhas desigualdades regionais (que, de uma maneira ou de outra, devem ser atacadas por políticas de base regional), tanto no nível global, mais amplo, como no intranacional. Nesse sentido, apesar da propalada globalização homogeneizadora, o que vemos, concomitantemente, é uma permanente reconstrução da heterogeneidade e/ou da fragmentação via novas desigualdades e recriação da diferença nos diversos recantos do planeta.
HAESBAERT, Rogério. Regional e global – Dilemas da região e da regionalização na Geografia contemporânea. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010. p. 15. [Adaptado].

Considerando-se o texto, dentre as desigualdades regionais (novas e velhas) que se manifestam no mundo globalizado, evidencia-se
a) a existência de uma ordem mundial bipolar, nas relações entre os países, baseadas na hegemonia estadunidense e na liderança econômica chinesa.   
b) a expansão da doutrina chamada de “coexistência pacífica”, que se traduz no esforço das lideranças russas de se aproximarem dos países emergentes.   
c) a superação, no contexto da União Europeia, dos conflitos seculares, como a questão irlandesa e a dos bascos.   
d) a emergência de um grupo de países que possuem importantes recursos naturais, humanos e econômicos e são chamados de Brics.   
e) o fortalecimento dos países da América do Sul, articulados no Mercosul, aumentando a capacidade de negociação junto ao mercado europeu.   
Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizá-lo!