Fisiologia Celular: Mitocôndrias/ Cloroplastos - Questões de Vestibulares


1. (IFBA 2017)  Muitos dizem que Usain Bolt não corre, voa. Ou que o jamaicano não é de carne e osso.
[...]
Eis as explicações de John Brewer, diretor da Escola de Saúde Esportiva e Ciências Aplicadas da Universidade de St. Mary’s, na Inglaterra:
[...]
Muitos nem se preocupam em respirar, já que isso os tornaria mais lentos. E nesta alta intensidade o oxigênio não importa.
[...]
Ele criou uma alta porcentagem de energia anaeróbica, o que resulta em falta de oxigênio.
Por isso vemos que ele, como os outros atletas, respira profundamente.
A frequência cardíaca começa a baixar e a se estabilizar, mas o ácido lático se deslocará dos músculos ao sangue, o que pode causar tonturas e náuseas.
Mas, claro, Bolt está eufórico e parece com bastante energia.
Isso ocorre pela liberação de endorfina, o ópio natural do corpo, (...) que permite a Bolt aproveitar sua nova façanha olímpica.



A diferença é que 80% da musculatura de Usain Bolt é composto por 'fibras rápidas' 
(Disponível em: http://www.bbc.com/portuguese/geral-37084886#share-tools). Acesso em:10/09/2016.

Considerando-se o alto desempenho do atleta Usain Bolt e as vias metabólicas de obtenção de energia por parte do organismo, podemos avaliar para esta situação que:
a) A respiração celular como via exclusiva de obtenção de energia, degrada completamente a molécula orgânica com maior aproveitamento energético, condição que possibilita o êxito do atleta. 
b) A fermentação láctica como estratégia de obtenção de energia, leva o organismo a consumir maior quantidade de matéria orgânica para compensar a ausência do oxigênio no processo.   
c) A fermentação láctica como a via metabólica utilizada, leva a náuseas e tonturas em virtude do álcool etílico produzido.   
d) A ausência de mitocôndrias nos músculos do atleta favorece o processo da fermentação láctica, pois serve como estratégia que aumenta suas chances de melhor desempenho.   
e) O elevado número de mitocôndrias nos músculos do atleta favorece a grande disponibilidade de energia por parte dessas organelas que realizam a respiração celular.   
  
2. (Unisc 2017)  No citoplasma das células eucarióticas, encontram-se várias organelas responsáveis pelas suas funções vitais. Considerando-se o retículo endoplasmático e os plastos, pode-se afirmar que
a) o retículo endoplasmático está presente apenas nas células animais e os plastos estão presentes somente nas células vegetais.   
b) os plastos estão presentes tanto nas células animais como nas vegetais e o retículo endoplasmático está presente apenas nas células vegetais.   
c) o retículo endoplasmático está presente nas células animais e vegetais e os plastos estão presentes somente nas células vegetais.   
d) o retículo endoplasmático e os plastos estão presentes nas células animais e vegetais.   
e) todas as alternativas acima estão incorretas.   
  
3. (Cftrj 2017)  Já atingimos os limites atléticos do corpo humano? 
“Nos Jogos Olímpicos desse ano, no Rio, o homem mais rápido do mundo, Usain Bolt – um jamaicano de mais de 1,90 m e detentor de seis medalhas de ouro e de passos vigorosos como os de uma gazela – tentará quebrar seu próprio recorde mundial de 9,58 segundos na corrida dos 100 metros. Se conseguir, alguns cientistas acreditam que ele talvez encerre os recordes da categoria para sempre.

Enquanto inúmeras técnicas de treino e tecnologias continuam a quebrar as barreiras dos atletas, e ainda que força, velocidade e outros traços físicos tenham melhorado continuamente desde que os humanos começaram a catalogar essas coisas, o ritmo lento no qual recordes esportivos estão sendo quebrados atualmente faz pesquisadores especulares se já estamos nos aproximando de nosso limite fisiológico coletivo – isto é, que nosso alcance atlético está dando de frente com uma parede de tijolos biológica.
[...]. A resposta para um desempenho atlético aperfeiçoado talvez esteja na “casa de força” das células [...].” 
Scientific American Brasil modificado. Disponível em: http://www2.uol.com.br/sciam/noticias/ja­­_atingimos_os_limites_atleticos_do_corpo_humano_.html. Acesso em: 5 de setembro de 2016.

No texto acima, a expressão “casa de força” das células se refere:
a) às mitocôndrias que através do catabolismo e em anaerobiose produzem grande quantidade de energia.   
b) às mitocôndrias que através do catabolismo e em aerobiose produzem grande quantidade de energia.   
c) às mitocôndrias que através do anabolismo e em anaerobiose produzem grande quantidade de energia.   
d) às mitocôndrias que através do anabolismo e em aerobiose produzem grande quantidade de energia.   
  
4. (Uemg 2017)  Uma nova técnica de fertilização auxiliou no nascimento de um bebê, gerado por três pessoas, segundo a revista científica New Scientist. O menino, hoje com cinco meses, tem o DNA do pai e o da mãe, somados à pequena parte do código genético de uma terceira pessoa. Médicos americanos deram um passo, sem precedentes, para evitar que o bebê tivesse a doença genética, denominada síndrome de Leigh, determinada por genes mitocondriais, e que teria consequências fatais ao atacar seu sistema nervoso central. Especialistas dizem que a técnica pode inaugurar uma nova era da Medicina ao possibilitar que famílias evitem que seus descendentes sofram de determinadas doenças genéticas. 
Disponível em:< http://www.bbc.com/portuguese/geral-37476702> Acesso 01 Out 2016.
  
A técnica desse procedimento utilizou
a) DNA ligase.   
b) ovócito anucleado.   
c) enzimas de restrição.   
d) plasmídeo como vetor.   
  
5. (IFBA 2017)  Muitos autores, usando metodologia histórica, sociológica e antropológica, já analisaram as origens do povo brasileiro: Paulo Prado em Retrato do Brasil (1927), Gilberto Freyre em Casa grande e senzala (1933), Sérgio Buarque de Holanda em Raízes do Brasil (1936) e Darcy Ribeiro em várias obras, culminando em O povo brasileiro (1995).
 Autor Sergio D. J. Pena Extraído de Ciência Hoje, Vol.27, nº 159. Retrato Molecular do Brasil.

Uma equipe de pesquisadores brasileiros liderados pelo geneticista Dr. Sergio Pena utilizou ferramentas genéticas para traçar e compreender o caminho que formou o brasileiro, utilizando dois marcadores moleculares: o DNA mitocondrial e cromossomo Y.

A partir da análise do DNA mitocondrial e do cromossomo Y, podemos afirmar que:
a) O DNA mitocondrial é passado integralmente da mãe para seus filhos.   
b) O DNA mitocondrial também pode ser usado em testes de paternidade.   
c) O cromossomo Y faz parte do DNA nuclear, logo pode ser encontrado em homens e mulheres.   
d) Um neto do sexo masculino poderá afirmar que seu cromossomo Y veio de seu avô materno.   
e) Os dois marcadores moleculares podem não apresentar os resultados esperados, pois a maior precisão seria usar todo o DNA nuclear da célula para os estudos.   
  
6. (Upf 2017)  Analise a figura e assinale a alternativa que indica o que é representado nela.

a) O surgimento das células procariotas.   
b) A teoria celular.   
c) A teoria da endossimbiose.   
d) A teoria da abiogênese.   
e) A origem da vida.   
  
7. (Enem 2ª aplicação 2016)  Companheira viajante

Suavemente revelada? Bem no interior de nossas células, uma clandestina e estranha alma existe. Silenciosamente, ela trama e aparece cumprindo seus afazeres domésticos cotidianos, descobrindo seu nicho especial em nossa fogosa cozinha metabólica, mantendo entropia em apuros, em ciclos variáveis noturnos e diurnos. Contudo, raramente ela nos acende, apesar de sua fornalha consumi-la. Sua origem? Microbiana, supomos. Julga-se adaptada às células eucariontes, considerando-se como escrava – uma serva a serviço de nossa verdadeira evolução.
McMURRAY, W. C. The traveler. Trends in Biochemical Sciences, 1994 (adaptado).

A organela celular descrita de forma poética no texto é o(a)
a) centríolo.   
b) lisossomo.   
c) mitocôndria.   
d) complexo golgiense.   
e) retículo endoplasmático liso.   
  
8. (Ufpa 2016)  A figura abaixo ilustra o mais provável mecanismo que originou as organelas celulares conhecidas como mitocôndrias. 

Sobre essas organelas celulares, considere as seguintes afirmativas.

I. As mitocôndrias apresentam-se envolvidas por membrana dupla. A membrana interna representa a membrana celular bacteriana original e a membrana externa é derivada, em termos evolucionários, da membrana celular da célula eucariótica ancestral.
II. Mitocôndrias possuem seu próprio DNA, o que torna possível que se reproduzam por autoduplicação de mitocôndrias preexistentes.
III. Sem mitocôndrias, animais, fungos e plantas seriam incapazes de usar o oxigênio para extrair o máximo de energia contida nas moléculas de alimento.

É correto o que se afirma em:
a) I, apenas.   
b) I, II e III.   
c) I e II, apenas.   
d) II, apenas.   
e) II e III, apenas.   
Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizar.