Realismo e Surrealismo


Enquanto o Surrealismo trata dos sonhos e do imaginário, o Realismo de Courbet, por exemplo, tem por objetivo revelar os aspectos mais característicos e expressivos da realidade “nua e crua”, sem enfeites. Observe a obra, Bom dia, senhor Courbet, que mostra uma cena com realismo e uma franqueza, na qual o artista se representou de bengala e mochila no momento em que seu anfitrião veio ao seu encontro na estrada, com um criado e um cachorro. (STAHEL, 1999, p.111) 



A tendência realista se expressa, sobretudo, na pintura. As obras privilegiam cenas cotidianas de grupos sociais menos favorecidos. Apesar da oposição entre os movimentos, vários pintores surrealistas eram apaixonados pelo Realismo, porque o tipo de composição e o uso das cores mostravam a realidade dos camponeses, dos trabalhadores, enfim, das classes populares, como você pôde observar na obra de Courbet.

O francês Gustave Courbet (1819-1877) é considerado um dos maiores expoentes do Realismo. Para ele, a beleza está na verdade e suas pinturas chocam o público e a crítica da época, acostumados com
as pinturas românticas, alegres e embelezadas. Suas obras são consideradas um protesto social, em defesa dos trabalhadores e dos homens mais pobres da sociedade do século XIX.
 
Disponível em SEED/PR
Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizá-lo!