Parasitologia: Infecções bacterianas, micoses, protozoonoses, verminoses, viroses - Questões de Vestibulares

1. (Ueg 2016)  A charge a seguir retrata a indagação de muitas pessoas atualmente. As doenças transmitidas pelo vetor representado faz com que as pessoas adquiram sintomas similares.



Sobre o vetor transmissor dos vírus da dengue e zica, tem-se o seguinte:
a) possui seis patas, peças bucais externas, listras brancas em seu abdômen e pernas e pertence ao filo Arthropoda.   
b) possui semelhança com mosquito Anopheles, transmissor da malária, uma vez que as peças bucais são internas e externas, favorecendo as picadas.   
c) possui listras brancas em seu tórax e pernas, alongadas nas peças bucais internas e pertence ao filo Arthropoda.   
d) possui oito patas e corpo dividido em cabeça, antenas e tórax além da presença de listras brancas.   
e) possui quatro pares de antenas e corpo dividido em cabeça e abdômen, listrado até o tórax.   
  
2. (Uece 2016)  Atente ao que se diz sobre o HPV, e assinale com V o que for verdadeiro e com F o que for falso.

(     ) O HPV somente afeta mulheres; por isso, a vacinação é exclusiva para meninas de 9 a 11 anos de idade.
(     ) O HPV pode ser eliminado espontaneamente pelo sistema imunológico de pessoas infectadas.
(     ) Homens são apenas transmissores do vírus e não desenvolvem nenhum tipo de câncer quando infectados com o HPV.
(     ) A principal forma de transmissão do HPV é pela via sexual, incluindo o contato oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital.

A sequência correta, de cima para baixo, é: 
a) V, F, V, F.    
b) F, V, V, F.    
c) V, F, F, V.    
d) F, V, F, V.    
  
3. (Ufpr 2016)  Existem diferentes modos de transmissão das doenças infecciosas humanas. A figura abaixo apresenta três deles.


Dengue e tuberculose têm seus principais modos de transmissão representados, respectivamente, em:
a) A e B.   
b) A e C.   
c) B e A.   
d) B e C.   
e) C e A.   
  
4. (Unesp 2016)  Considere as seguintes manchetes, noticiadas por diferentes meios de comunicação no primeiro semestre de 2015:
  
Brasil pode ser o primeiro país a ter vacina contra a dengue.
Mosquito da dengue é o mesmo que transmite a febre chikungunya.
  
Sobre a relação existente entre esses dois temas, vacina contra dengue e febre chikungunya, é correto afirmar que a vacina
a) diminuirá o número de casos de dengue, mas poderá contribuir para o aumento do número de pessoas com febre chikungunya.   
b) fará diminuir o tamanho das populações de Aedes aegypti, diminuindo o número de casos de dengue e o número de casos de febre chikungunya.   
c) tornará as pessoas imunes a ambas as doenças, mas a presença de mosquitos Aedes aegypti no ambiente continuará alta.   
d) tornará as pessoas imunes ao mosquito Aedes aegypti, mas não imunes aos agentes etiológicos da dengue e da febre chikungunya.   
e) protegerá contra a febre chikungunya apenas nos casos em que o Aedes aegypti for portador de ambos os agentes etiológicos.   
  
5. (Pucpr 2016)  O diagnóstico da dengue pode ser feito com maior rapidez por um exame antígeno NS1, desenvolvido pelo laboratório Oswaldo Cruz, utilizando metodologia imunocromatográfica, que apresenta maior sensibilidade e especificidade.
O teste diagnóstico é um instrumento utilizado para diagnosticar uma determinada doença com maior precisão. Para cada teste diagnóstico existe um valor de referência que define a classificação do resultado em positivo ou negativo. O quadro a seguir é um exemplo hipotético de teste diagnóstico.


Condição real do animal

Resultado do teste
Infectado
Não infectado
Total
Positivo
95
90
185
Negativo
5
9810
9815
Total
100
9900
10.000

A sensibilidade é a capacidade de um teste diagnóstico identificar os verdadeiros positivos naqueles que estão doentes. Já a especificidade é a probabilidade de um teste ser negativo dado que não exista a doença. Para controlar ou eliminar determinada doença são necessárias medidas de profilaxia. A interpretação adequada de testes diagnósticos auxilia nos planos de controle das doenças. A interpretação do quadro anterior permite inferir que
a) testes de alta sensibilidade diminuiriam o número de indivíduos falsos negativos.   
b) a especificidade aponta cinco falsos positivos.   
c) o teste diagnóstico classificaria por volta de 95 indivíduos positivos a cada 100 indivíduos não infectados.   
d) testes de alta especificidade elevariam o número de falsos negativos e diminuiriam o número de falsos positivos.   

e) o teste diagnóstico a cada 1000 indivíduos infectados classificaria 190 como positivos.   

6. (Upe 2015)  O papiloma vírus humano (HPV) é o principal causador do câncer de colo do útero, enfermidade considerada um dos principais problemas de saúde pública do Brasil. Em Recife, esse tipo de câncer tem colocado o estado de Pernambuco em evidência mundial, principalmente pelo elevado número de casos registrados e por ser a terceira neoplasia mais comum entre mulheres. Atualmente, para prevenir e ou reduzir a mortalidade por essa doença, o Ministério da Saúde resolveu imunizar jovens na faixa entre 11 e 13 anos de idade. 
(Diário de Pernambuco, 11/03/2014. Disponível em: http://monsystemeimmunitaire.fr/etiquette/cancer. Adaptado)

Assinale a alternativa CORRETA, com base no conhecimento sobre o papiloma vírus humano.
a) São vírus de DNA de dupla fita, ou seja, adenovírus, que provocam o aparecimento de verrugas de coloração rosada, úmidas e macias, de aspecto semelhante à couve-flor tanto no órgão sexual do homem quanto no da mulher.   
b) Pode ser transmitido indiretamente, pelo contato com a pele ou mucosa contaminada, durante a relação sexual, ou pela contaminação por meio de objetos como toalhas, roupas íntimas, vasos sanitários ou banheiras.   
c) São vírus heterogêneos capazes de multiplicarem-se e de alterarem o seu genoma no interior da célula hospedeira, a partir dos seus processos metabólicos, recodificando sua própria replicação.   
d) Tem um ciclo biológico no qual as partículas virais penetram inicialmente, nas células da camada profunda da pele ou das mucosas que são células mais diferenciadas do epitélio escamoso e que não têm atividade mitótica.   
e) Nos seus estágios de ativação, pode replicar-se e permanecer em sítio primário, ou pode trilhar outros caminhos, tais como causar o condiloma, doença que, nos seres humanos, pode se expressar de forma assintomática, após o contato inicial.   
  
7. (Ufu 2015)  Em 2014, a imprensa noticiou exaustivamente o surto de febre hemorrágica provocada pelo vírus ebola. A figura a seguir destaca como age e se espalha essa ameaça.

A partir da análise da figura, considere as afirmativas a seguir. 
I. O vírus ebola utiliza o seu próprio metabolismo para impedir as células dendríticas de enviarem mensagens para alertar o sistema imunológico.
II. O vírus ebola afeta a resposta imune do organismo. A infecção prejudica a mobilização imunológica e o corpo tem dificuldade para combater o vírus, que se multiplica a ponto de afetar os principais órgãos.
III. A transmissão do ebola pode ocorrer pelo contato direto de bacilos presentes no sangue ou fluidos corporais de pessoas ou animais contaminados.
IV. O vírus ebola ataca células humanas para injetar o seu genoma e as transforma em fábricas de novos vírus. Uma medida possível para combater a ação viral seria impedir a replicação da molécula de ácido nucleico do vírus.

Assinale a alternativa que apresenta, apenas, as afirmativas corretas.
a) II e IV.   
b) I, II e III.   
c) II, III e IV.   
d) I e IV.   
  
8. (Fgv 2015)  O vírus ebola, descoberto por microbiologistas em 1976, causa em seres humanos grave febre hemorrágica. De acordo com o sistema de classificação de Baltimore, trata-se de um vírus pertencente ao grupo V, cujos integrantes apresentam RNA de fita simples, com senso negativo, como material genético. Essa fita necessita ser convertida pela enzima RNA polimeras e, em uma fita de RNA com senso positivo, a qual pode então ser traduzida para a manifestação dos genes virais.

Com relação aos processos que envolvem o material genético do vírus ebola, é correto afirmar que
a) o material genético original do vírus atua diretamente como RNAm na célula hospedeira.  
b) a enzima RNA polimerase é responsável pela tradução do RNA com senso negativo.    
c) a fita de RNA com senso positivo atua como RNAm na célula hospedeira.    
d) a enzima RNA polimerase é responsável pela transcrição reversa do RNA com senso negativo.    
e) a tradução do RNA com senso positivo é realizada pelos ribossomos e RNAt virais.   
  
9. (Pucrj 2015)  O AZT é um dos fármacos constituintes do coquetel que vem sendo utilizado com sucesso no tratamento da AIDS. O AZT é um análogo de nucleosídeo que tem como princípio impedir a transcrição reversa do HIV.
Dessa forma, é correto afirmar que o AZT atua sobre a síntese de
a) proteínas dos vírus, nos ribossomos   
b) RNA a partir do DNA da célula hospedeira   
c) DNA a partir do RNA viral, na célula hospedeira   
d) DNA viral e posterior inserção no genoma da célula hospedeira   
e) RNA infectante a partir do DNA viral   
  
10. (Utfpr 2015)  Sobre as principais doenças que podem acometer o ser humano, é correto afirmar que:
a) AIDS, sarampo e tuberculose são exemplos de doenças causadas por bactérias.   
b) febre amarela, gripe, resfriado e poliomielite são importantes viroses humanas.   
c) a dengue é causada pelo mosquito Aedes aegypti, conhecido como mosquito da dengue.   
d) beber água tratada, lavar muito bem frutas, verduras e as mãos antes das refeições são medidas de prevenção da doença de Chagas.   
e) a penicilina, um dos primeiros antibióticos produzidos em larga escala, é uma substância produzida por bactérias.   
  
11. (Upf 2015)  Ebola já matou 3.439 na África, diz OMS

O vírus Ebola matou 3.439 pessoas no oeste da África, de um total de 7.478 casos registrados em cinco países (Serra Leoa, Guiné, Libéria, Nigéria e Senegal), segundo o último balanço da Organização Mundial de Saúde (OMS), realizado até 1º de outubro e divulgado nesta sexta, em Genebra. [...] A epidemia, a mais grave desde que o vírus foi identificado, em 1976, teve início na Guiné, no fim de dezembro de 2013. Desde então, foram registrados 2.069 mortos entre 3.834 casos na Libéria, o país mais afetado. Na Guiné, foram contabilizados 739 mortos de um total de 1.199 casos e, em Serra Leoa, 623 mortos em 2.437 casos. Trabalhadores de saúde têm sido particularmente afetados, com 216 mortos entre 377 casos confirmados. 
(Disponível em: http://www.afp.com/pt/noticia. Acesso em 04 out. 2014) 

A febre hemorrágica ebola (FHE) está sendo considerada uma epidemia, porque:
a) é infecciosa e transmissível e atinge grandes proporções, se espalhando por um ou mais continentes ou por todo o mundo, matando grande número de pessoas.   
b) não é infecciosa e surgiu em alguns indivíduos, sem um caráter regular.   
c) é infecciosa e transmissível e surgiu rapidamente em determinada região, matando grande número de pessoas.   
d) tem duração contínua, se manifesta apenas em determinada região e tem causa local.   
e) não é infecciosa e transmissível e surgiu numa região, mas se espalhou rapidamente entre as pessoas de outras regiões.   
  
12. (Cefet MG 2015)  A síndrome da imunodeficiência adquirida, conhecida popularmente como AIDS, é uma doença transmitida por um vírus que tem como material genético o RNA. Ao infectar o linfócito TDC+ importante célula de defesa do corpo, esse vírus introduz, além do ácido nucleico, a transcriptase reversa. Essa enzima converte o RNA viral em DNA viral, possibilitando sua replicação, com consequente falência do sistema imunológico do indivíduo. Quando o número de linfócitos cai abaixo de 200 por mm3 de sangue, é necessário que o paciente faça uso do conjunto de medicamentos com ação anti-retroviral, conhecido como coquetel.

Considerando-se que, após esse tratamento, o número de linfócitos de um determinado paciente aumentou, é correto concluir que esse fármaco promoveu a
a) proliferação dos linfócitos TDC+   
b) inibição da enzima transcriptase reversa.   
c) destruição dos vírus presentes no paciente.   
d) imunização dos pacientes ao vírus da AIDS.   
e) incapacitação da transferência do RNA viral.   
  
13. (Acafe 2015)  Robô matador de germes pode acabar com ebola nos hospitais usando luz UV. O ebola vem ceifando a vida de centenas de pessoas em diversos países menos desenvolvidos da África seja por falta de cuidados necessários ou de um sistema de saúde básico. Em comparação, o caso do primeiro paciente norte-americano que chegou aos Estados Unidos com o vírus, apesar de ser grave, tem mais chances de ser resolvido graças a tecnologia. Um dos aparelhos que tem ajudado no combate contra esse mal é um compacto robô que esteriliza ambientes. O produto já é usado em mais de 250 hospitais nos EUA, inclusive no que abriga o paciente portador de ebola e custa por volta de US$104 mil aproximadamente R$250 mil. 
Fonte: Tecmundo, 07/10/2014 Disponível em: http://www.tecmundo.com.br/saude
  
Acerca do tema, é correto afirmar:
a) O ebola pode ser transmitido somente por humanos. A transmissão se dá por meio do contato com sangue, secreções ou outros fluidos corpóreos de uma pessoa infectada com ebola. Uma pessoa infectada normalmente não se torna contagiosa até que desenvolva sintomas da doença.   
b) O contato direto com cadáveres, que foram a óbito devido à infecção pelo vírus ebola, durante os rituais fúnebres, por exemplo, não oferece riscos de contaminação.   
c) O vírus ebola, como os demais vírus, são seres muito simples e pequenos. São formados basicamente por uma cápsula proteica envolvendo o material genético que, no caso do ebola, é o ácido ribonucleico (RNA).   
d) Apesar das dificuldades para diagnosticar o ebola nos estágios iniciais da doença, aqueles que apresentam os sintomas e que sejam provenientes de áreas endêmicas devem ser isolados e os profissionais de saúde notificados. A terapia de apoio deve ser eliminada, pois não deve haver nenhuma forma de contato do paciente com outras pessoas até que amostras sejam testadas para afastar o diagnóstico.   
  
14. (Cefet MG 2015)  A dengue é uma doença que se espalha rapidamente no mundo. A infecção pode ser causada por qualquer um dos quatro tipos (1, 2, 3 e 4) do vírus, que produzem as mesmas manifestações. Nas Américas, a doença tem se disseminado com surtos cíclicos ocorrendo a cada 3 ou 5 anos. No Brasil, a transmissão vem ocorrendo de forma continuada desde 1986, intercalando-se com a ocorrência de epidemias, geralmente associadas com a introdução de novos sorotipos. 
Disponível em: <http://portalsaude.saude.gov.br>. Acesso em 15 Abr. 2015.

Entre as questões diretamente relacionadas com o aumento da incidência de casos dessa virose no Brasil, sua principal causa é a(o)
a) aumento da virulência do agente causador.   
b) aumento do desmatamento na região norte do país.   
c) disseminação do mosquito transmissor por todo o brasil.   
d) condição climática adequada para proliferação do mosquito.   
e) ocorrência de mutações que geram variações mais poderosas do vírus.   
  
15. (Ufsm 2015)  Muitas doenças humanas são causadas por vírus, bactérias ou protozoários. Sua transmissão pode ser intermediada por outros organismos, tais como insetos. Assinale a alternativa que contém apenas informações corretas sobre os agentes etiológicos e as formas de transmissão de algumas doenças.
a) O vírus HIV, causador da AIDS, pode ser transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.   
b) O mosquito Aedes aegypti é o agente etiológico de doenças como febre amarela e dengue.   
c) Varíola, poliomielite, AIDS e gripe são doenças causadas por vírus.   
d) Tanto a tuberculose quanto a gripe são causadas por vírus.   
e) Ebola e Doença de Chagas são doenças tropicais causadas por vírus e transmitidas por mosquitos.   

Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizar.

0 comentários:

Postar um comentário