Brasil: Política Econômica - Questões de Vestibulares

1. (Fgv 2016) No Brasil, desde 1997, o sistema previdenciário é deficitário, o que obriga o Tesouro Nacional a cobrir o rombo. A respeito da origem do contínuo déficit da Previdência Social, assinale a afirmação correta.
a) O aumento do emprego informal, procedimento adotado para estimular a retomada do crescimento econômico, desonera a folha de pagamento, o que diminui a arrecadação.   
b) O crescimento do desemprego leva o governo a suspender o seguro-desemprego e o abono salarial, o que deteriora a contabilidade previdenciária.   
c) A Constituição Federal de 1988 obrigou os trabalhadores rurais a contribuir para a Previdência, o que compensa o déficit previdenciário gerado pelos trabalhadores urbanos.   
d) O Brasil desfruta do bônus demográfico, ou seja, tem mais pessoas aposentadas do que em idade ativa, o que deverá agravar o déficit do sistema previdenciário nos próximos anos.   
e) A população em idade ativa, majoritária hoje, está envelhecendo, sem que haja um contingente equivalente de jovens no mercado de trabalho para arcar com o aumento futuro dos custos da aposentadoria.   
  
2. (Cftmg 2016) Analise o gráfico a seguir para responder a questão:
Pela análise do comportamento da balança comercial brasileira, durante o período retratado no gráfico, é INCORRETO afirmar que o saldo comercial do país
a) revela-se em situação ascendente desde o primeiro mandato do Governo Dilma, estimulado pelo aumento das exportações.   
b) destaca-se pelo elevado saldo positivo durante os mandatos do Governo Lula, consequência da política de pleno emprego.   
c) configura-se como um baixo crescimento na atualidade, apresentando semelhanças ao cenário comercial vigente dos anos iniciais deste século.   
d) apresenta-se com um déficit econômico predominante no final do século XX, resultante de uma crise com a desvalorização da moeda nacional.   
  
3. (Fatec 2015) A distribuição da População Economicamente Ativa (PEA) por setores de atividades econômicas (primário, secundário e terciário) pode fornecer dados interessantes sobre o desenvolvimento de um país. A distribuição não é uniforme e imutável, ela se altera, em função das especificidades econômicas e sociais de cada país. 
No Brasil, a distribuição da PEA por setores de atividades mostra que
a) a maior parte da PEA encontra-se no setor primário, evidenciando o caráter agroexportador da economia brasileira.   
b) a PEA alocada no setor secundário ultrapassa os 50% do seu total, indicando que o Brasil é, efetivamente, um país industrializado.   
c) o setor terciário, por concentrar atividades extrativistas e de mineração, vem se destacando como principal setor empregador do Brasil.   
d) o setor terciário é onde se encontra a maior parte da PEA, revelando a crescente importância desse setor na economia brasileira.   
e) o rápido processo de urbanização ocorrido a partir da segunda metade do século XX tornou o setor secundário o maior empregador brasileiro.   
  
4. (Uerj 2015) 
Nos gráficos, estão indicadas mudanças que afetaram a sociedade brasileira em um período que inclui os Governos Militares (1964-1985) e o restabelecimento do regime democrático de 1985 aos dias de hoje.
Analisando o primeiro e o segundo gráficos, conclui-se que os Governos Militares favoreceram, respectivamente, a ocorrência de:
a) redução da pobreza e estabilização do déficit público   
b) diminuição do poder aquisitivo e incremento da dívida externa   
c) crescimento da riqueza nacional e elevação da concentração de renda   
d) expansão do desenvolvimento econômico e elevação da remuneração salarial   
  
5. (Uerj 2014) Durante vários anos, a comunidade brasileira residindo no exterior foi comparativamente maior que a de estrangeiros residindo no Brasil. Os fluxos migratórios nacionais no período entre 2006 e 2010, no entanto, alteraram essa conjuntura, o que se reflete em remessas de dinheiro que entram e saem do país.
Essa mudança de conjuntura brasileira, no período indicado nos gráficos, tem como causa principal:
a) redução do custo de vida   
b) estagnação das operações cambiais   
c) estabilidade do mercado de capitais   
d) dinamização das atividades econômicas   
 
6. (Unesp 2013) Em 1977, o Regime Militar, por meio da Agência Nacional de Comunicação, lançou uma propaganda que ensinava a população a fazer um cata-vento verde-amarelo e convocava-a a sair às ruas com esses brinquedos para comemorar a Semana da Pátria. Por meio de uma charge, o cartunista Henfil ironizou essa iniciativa do governo, sublinhando um outro problema enfrentado pelo país nessa época.

Considerando o contexto histórico no qual a charge se insere, é correto afirmar que o cartunista chamava a atenção para 
a) a alienação social frente à falta de planejamento econômico. 
b) o gasto excessivo do governo no setor da energia eólica. 
c) a falta de investimento público no setor de transporte. 
d) os impactos ambientais em decorrência da mecanização. 
e) a abertura econômica do país ao capital estrangeiro. 

7. (Uerj 2014) 

A partir de 2007, quando se anunciou a descoberta de grandes reservas do chamado “pré-sal”, o governo brasileiro passou a defender novas regras para a exploração de petróleo no país. O pré-sal corresponde à camada de rocha que contém petróleo e que está localizada abaixo de uma espessa camada de sal. A Petrobras estima que no pré-sal brasileiro haja reservas em torno de 70 bilhões a 100 bilhões de barris de petróleo. Em agosto de 2009, o ex-presidente Lula apresentou projetos para mudanças no setor petrolífero, sendo um deles a redistribuição dos royalties. No ano de 2011, por exemplo, os royalties somaram R$ 25,6 bilhões.
Adaptado de bbc.co.uk, dezembro de 2012.

A disputa pela redistribuição dos royalties do petróleo entre estados e municípios brasileiros se acirrou no final de 2012, em função de novas regras para o setor votadas no Congresso Nacional.
Essa disputa decorre diretamente da característica político-econômica do país indicada em: 
a) controle da União sobre a regulação do acesso às riquezas hidrominerais 
b) dependência de capitais estrangeiros no fornecimento de matérias-primas 
c) monopólio da legislação federal sobre os insumos para a indústria de base 
d) adequação dos padrões tecnológicos na preservação dos recursos ambientais 

8. (Pucrj 2013) 
Além da poluição dos mares, por exemplo, a exploração do petróleo proporciona royalties, que são: 
a) impostos pagos pelos governos de todos os níveis aos cidadãos, como forma de compensar a destruição ambiental dos oceanos e mares. 
b) taxas pagas pelas empresas exploradoras dos recursos dos mares aos municípios, como forma de redução da poluição ambiental. 
c) compensações financeiras pagas aos governos pelas empresas exploradoras de recursos diversos em territórios variados. 
d) recursos tecnológicos repassados pelas empresas aos governos para que eles despoluam a natureza dos espaços explorados. 
e) tarifas compensatórias pagas pelo Governo federal às empresas que exploram petróleo na plataforma continental. 

9. (Ueg 2012) O gráfico abaixo indica a evolução e distribuição da população economicamente ativa (PEA) no Brasil, entre 1940 e 2006.
Com base na análise do gráfico, é correto afirmar: 
a) atualmente, a parcela da PEA engajada no comércio e nos serviços supera em muito os trabalhadores da agropecuária e da indústria. 
b) com a urbanização do país, há o decréscimo constante da população ligada à agropecuária, enquanto o setor secundário se sobrepõe ao setor dos serviços e do comércio. 
c) entre 1940 e 1970, o crescimento do setor primário acompanha o do setor secundário. 
d) o número de empregados na indústria cresce gradativamente a partir de 1950, acelerando o crescimento industrial a partir de 1980. 

10. (Pucrj 2012) 
Ao longo da última década (entre 2001 e 2008), os empregos formais tiveram um ritmo de crescimento expressivo no Brasil. Tal situação resultou em: 
a) crescimento do poder das empresas privadas sobre as decisões do investimento público. 
b) ampliação da capacidade de investimento do Estado devido ao aumento da arrecadação. 
c) diminuição da capacidade de investimento público da União, estados e municípios. 
d) redução das balanças comerciais deficitárias e ampliação dos superavits nacionais. 
e) superação do déficit público, já que as empresas passaram a fazer gastos sociais. 

11. (Unicamp 2012) Importantes transformações produtivas e na forma de organização do trabalho têm ocorrido nas últimas décadas em todo o mundo e também no Brasil. Assinale a alternativa correta. 
a) Em todo o mundo vêm sendo observadas mudanças em relação ao assalariamento e ao desemprego, como a precarização das relações de trabalho para desoneração da produção, e o crescimento da informalidade. 
b) Acordos e tratados internacionais, dos quais o Brasil é signatário, tratam da questão do trabalho escravo e proíbem a escravidão por dívida, razão pela qual esse tipo de trabalho forçado não é registrado no país desde 1888. 
c) Considerando a oferta de trabalho no Brasil, observa-se uma mudança de tendência, com a diminuição de oferta de emprego no setor primário e terciário, e efetivo aumento da oferta de emprego no setor secundário da economia. 
d) Uma característica marcante das relações de trabalho na etapa atual do modo de produção é a maior organização sindical. 

12. (Ueg 2012) Quando se analisa a população economicamente ativa (PEA) de países desenvolvidos, verifica-se um elevado porcentual de ativos com baixos índices de desemprego. Por outro lado, a situação dos países subdesenvolvidos apresenta uma realidade oposta, com uma considerável parcela da população dedicada ao subemprego e, portanto, ligada à economia informal. A esse respeito, é correto afirmar: 
a) o crescimento da economia informal nos países desenvolvidos está diretamente ligado ao processo de globalização que gerou o desemprego estrutural. 
b) o Estatuto da Criança e do Adolescente proíbe, no Brasil, o trabalho de menores de 18 anos, mesmo na condição de aprendizes. 
c) os vendedores ambulantes, guardadores de carros, diaristas, entre outros, fazem parte da população economicamente ativa, pois não têm vínculos empregatícios. 
d) na economia informal, os trabalhadores não participam do sistema tributário, não têm carteira assinada e nem acesso aos direitos trabalhistas. 

13. (Ufg 2012) Analise os dados apresentados a seguir sobre a produção industrial brasileira e paulista e a população em regiões paulistas entre os anos 1920 e 1940.


Da análise dos dados em seu contexto histórico, conclui-se que 
a) a população total das regiões paulistas representadas no gráfico teve um aumento de, aproximadamente, 50% de 1920 para 1940. Esse aumento foi impulsionado pela produção de café e sua valorização no mercado internacional. 
b) o aumento da produção industrial paulista de 1928 para 1938 foi de, aproximadamente, 57%, enquanto a produção industrial nacional teve um aumento aproximado de 39%. Esse aumento foi acompanhado de uma queda na cotação do café no exterior nesse período. 
c) a queda de aproximadamente 10% na produção industrial no Brasil de 1928 para 1932 coincide com um período de valorização de produtos agrícolas, como o café, por exemplo. 
d) a população total das regiões paulistas representadas no gráfico, excetuando-se a capital, teve um aumento de, aproximadamente, 40% de 1920 para 1940, devido primordialmente à política cafeeira e ao industrialismo promovido na era Getúlio Vargas. 
e) o aumento porcentual da produção industrial paulista de 1928 para 1938 foi menor do que o da produção industrial nacional, por causa da valorização de produtos agrícolas nesse período em São Paulo. 

14. (Uerj 2012) Os fluxos comerciais de mercadorias viabilizam a efetiva inserção de um país no espaço econômico mundial. No caso do Brasil, as exportações de produtos agropecuários constituem uma parte relevante da pauta de exportações.
Observe os gráficos:

Pela análise dos dados, pode-se inferir a seguinte mudança no perfil do comércio exterior do agronegócio brasileiro: 
a) expansão do intercâmbio com os países ocidentais 
b) priorização das vendas para os países do hemisfério sul 
c) diminuição do volume de compras feitas por países emergentes 
d) redução da dependência do mercado dos países desenvolvidos 

15. (Uff 2012) O governo de Moçambique está oferecendo uma área de 6 milhões de hectares para que agricultores brasileiros plantem soja, algodão e milho no norte do país. A primeira leva de 40 agricultores parte de Mato Grosso rumo a Moçambique no mês de setembro.
Jornal Folha de São Paulo, 14/08/2011, p. B4. Adaptado. 

A associação de fatores explicativos para o interesse do Brasil e de Moçambique nesse projeto encontra-se, respectivamente, em 
a) ampliação dos lucros obtidos pelo contínuo aumento do preço dos alimentos e aperfeiçoamento da tecnologia nacional de ponta em produção agrícola. 
b) superação das barreiras tarifárias europeias impostas às commodities agrícolas e intercâmbio facilitado pelo idioma pátrio falado nesses dois países. 
c) relativo encerramento das fronteiras agrícolas com terras a baixo preço e possível transposição para a savana, das técnicas voltadas para o cerrado. 
d) aproveitamento de condições climáticas similares propiciadas pela latitude das duas regiões e exploração das áreas cobertas por florestas tropicais úmidas. 
e) aproveitamento das novas condições de produção criadas pelo aquecimento global e redução da pobreza vigente em grande parcela das áreas geográficas rurais.
 
Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizá-lo.

0 comentários:

Postar um comentário