Genética - Questões de Vestibulares

1. (Uerj 2014) Analisando-se a genealogia das famílias Alfa e Beta, observa-se que na família Alfa apenas a mãe tem cabelos azuis, enquanto na família Beta todos têm cabelos dessa cor.
Admita que a característica cabelo azul siga os princípios descritos por Mendel para transmissão dos genes.
Com base nas genealogias apresentadas, a herança genética para cor azul do cabelo é classificada como: 
a) holândrica 
b) pleiotrópica 
c) mitocondrial 
d) autossômica 

2. (Udesc 2014) Assinale a alternativa correta quanto à hemofilia. 
a) É uma herança dominante ligada ao sexo e transfere-se de pai para neto, por meio do filho. 
b) É uma doença de herança autossômica dominante. 
c) A doença é causada por uma anomalia hereditária que se deve à presença de um gene recessivo ligado ao sexo. 
d) A doença é de herança ligada ao sexo, com gene dominante localizado no cromossomo Y. 
e) A transmissão da doença é autossômica recessiva e promove uma anomalia correspondente a uma trissomia parcial.

3. (Upe 2014) Leia o texto a seguir: 

O terremoto e o Tsunami, que devastaram o Japão, em 11 de março de 2011, comprometeram o sistema de refrigeração dos reatores na usina nuclear de Fukushima, o que levou a incêndios e explosões. Um mês depois, o governo elevou a emergência ao nível 7, grau máximo da escala, antes atingido apenas pelo desastre de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986. Acidentes nucleares têm consequências graves e de longa duração para o meio ambiente e as populações próximas. A exposição de material nuclear no meio ambiente libera substâncias radioativas no ar e no solo. Essas substâncias contaminam plantas, rios, animais e pessoas em volta
Disponível em: http://veja.abril.com.br/tema/crise-nuclear. Adaptado.

Observe as imagens que mostram como a radiação pode afetar o corpo humano.

Dentro do contexto apresentado, conclui-se que os efeitos nocivos da radiação sobre o corpo humano interagindo com o ambiente ocorrem 
a) pela contaminação da água ingerida, ocasionando risco de má-formação fetal, devido à barreira placentária não oferecer proteção suficiente ao bebê; embora a mãe não seja afetada, seu sistema imune oferece maior margem de proteção. 
b) por diferentes formas de contaminação e seus efeitos cumulativos, os gametas podem sofrer danos por meio de mutações gênicas e/ou cromossômicas, comprometendo as gerações futuras. 
c) pela contaminação do solo, que afetaria os vegetais ingeridos, causando destruição da medula óssea via alterações cromossômicas estruturais, a exemplo das monossomias, desencadeando câncer ósseo e de pele. 
d) por meio da ingestão de alimentos de origem animal contaminados, afetando o aparelho digestório e ocasionando diarreias temporárias por causa das mutações espontâneas. 
e) por causa da contaminação do ar inalado, o qual provoca efeitos imediatos e permanentes sobre o sistema nervoso, levando à desorientação e morte súbita. 

4. (CFTMG 2014) Analise a fotomicrografia e a representação esquemática de um processo metabólico citoplasmático.

Esse processo ocorre em células de 
a) fungos. 
b) plantas. 
c) animais. 
d) bactérias. 

5. (Unesp 2014) A figura mostra o encontro de duas células, um espermatozoide e um ovócito humano, momentos antes da fecundação. 
Considerando as divisões celulares que deram origem a essas células, é correto afirmar que o sexo da criança que será gerada foi definido na 
a) metáfase I da gametogênese feminina. 
b) diacinese da gametogênese masculina. 
c) anáfase II da gametogênese feminina. 
d) anáfase I da gametogênese masculina. 
e) telófase II da gametogênese masculina. 

6. (Upe 2014) Há 60 anos, Watson e Crick publicaram um artigo sobre a estrutura do ácido desoxirribonucleico (DNA). 
Leia, a seguir, trechos traduzidos e adaptados da publicação original. 
(Fonte: Watson, J. D. e Crick, FHC – 1953. Molecular Structure of Nucleia Acid. Nature v. 171, n. 4356, p.737-738).

Uma estrutura para o ácido nucleico foi proposta anteriormente por Pauling e Corey (1953), na qual o modelo consiste de três cadeias entrelaçadas com os fosfatos próximos do eixo do filamento e as bases localizadas na parte externa....Fraser também apresenta um modelo de estrutura com três cadeias. Nesse modelo, os fosfatos estão na parte externa, e as bases, na interna, unidas por ligações de hidrogênio (...) 

Propomos uma estrutura radicalmente diferente para o sal de ácido desoxirribonucleico. Essa estrutura tem duas cadeias helicoidais, cada uma delas enrolada em torno do mesmo eixo (...) 

Foi observado experimentalmente, por Chargaff e Wyatt (1952), que a razão entre as quantidades de adenina e timina e a razão entre guanina e citosina são sempre muito próximas da unidade para o DNA (...) 

Os dados de raios-X sobre o DNA, publicados por Atsbury (1974), Wilkins e Randal (1953), são insuficientes, mas compatíveis com os dados experimentais de helicoidização da molécula (...) 

Não escapou à nossa observação que o emparelhamento específico que postulamos sugere imediatamente um possível mecanismo de cópia para o material genético. (...)

Sobre a estrutura do DNA e com base no texto, assinale a alternativa CORRETA. 
a) A exemplo do modelo de Pauling e Corey, o modelo de Watson e Crick também apresenta fosfatos próximos do eixo do filamento e as bases localizadas na parte externa. 
b) No modelo de Fraser, as bases estão ligadas por hidrogênio, enquanto no de Watson e Crick, isso é feito por meio de pontes de sulfeto. 
c) Utilizando a informação de Chargaff e Wyatt, Watson e Crick concluíram: a sequência de bases em uma única cadeia sofre restrições, ou seja, uma cadeia será rica em purinas, e a complementar, rica em pirimidinas. 
d) O emparelhamento específico dos nucleotídeos foi a grande novidade na proposta de Watson e Crick, os quais se utilizaram dos dados de Atsbury, Wilkins e Randal para elaborar essa informação. 
e) Quando pares específicos de bases são formados, a sequência de bases de uma cadeia determina a sequência da cadeia complementar, servindo de molde para a cópia do material genético. 

7. (Fuvest 2014) Para que a célula possa transportar, para seu interior, o colesterol da circulação sanguínea, é necessária a presença de uma determinada proteína em sua membrana. Existem mutações no gene responsável pela síntese dessa proteína que impedem a sua produção. Quando um homem ou uma mulher possui uma dessas mutações, mesmo tendo também um alelo normal, apresenta hipercolesterolemia, ou seja, aumento do nível de colesterol no sangue. 
A hipercolesterolemia devida a essa mutação tem, portanto, herança 
a) autossômica dominante. 
b) autossômica recessiva. 
c) ligada ao X dominante. 
d) ligada ao X recessiva. 
e) autossômica codominante. 

8. (Ufrgs 2014) O heredograma abaixo se refere à herança da calvície em alguns membros da família real britânica.
Supondo que, nessa família, a calvície tenha herança autossômica influenciada pelo sexo, ou seja, homens são calvos em homo e heterozigose e mulheres, somente em homozigose, considere as afirmações abaixo, assinalando-as com V (verdadeiro) ou F (falso).
(   ) A calvície em questão é ocasionada pelo cromossomo X.
(   ) Diana transmitiu para William o alelo responsável pela sua calvície.
(   ) Charles recebeu de seu pai um alelo para calvície.
(   ) George terá 75% de chance de ser calvo, considerando Kate heterozigota.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é 
a) V – V – F – V. 
b) V – F – V – F. 
c) F – V – V – F. 
d) F – V – F – V. 
e) V – F – F – V. 

9. (Uemg 2014) Considere, a seguir, a recorrência de uma heredopatia.
De acordo com o heredograma e outros conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que 
a) normalidade ocorre na ausência do gene dominante. 
b) casais afetados têm somente filhos afetados. 
c) indivíduo normal não pode ter filhos afetados. 
d) qualquer homozigose torna o indivíduo normal. 

10. (Uerj 2015) Diversos mecanismos importantes para a manutenção da vida na Terra estão relacionados com interações químicas.
A interação química envolvida tanto no pareamento correto de bases nitrogenadas no DNA quanto no controle de variações extremas de temperatura na água é uma ligação do seguinte tipo: 
a) iônica 
b) covalente 
c) de hidrogênio 
d) de van der Waals 

11. (Uece 2014) Observe o heredograma a seguir.

A partir do heredograma acima, pode-se concluir acertadamente que se trata de um tipo de herança 
a) recessiva. 
b) dominante. 
c) intermediária. 
d) interativa. 

12. (Cefet MG 2014) O heredograma mostra a ocorrência da fibrose cística em uma determinada família. Essa doença, de caráter autossômico, caracteriza-se por afecção pulmonar crônica, insuficiência pancreática exócrina e aumento da concentração de cloreto no suor.

Analisando-se essa história familiar, é correto afirmar que a probabilidade do indivíduo IV.2 ser portador do gene da fibrose cística é
a) 1/4. 
b) 1/3. 
c) 1/2. 
d) 2/3. 
e) 3/4. 

13. (Uema 2014) Chegamos ao mundo com instruções básicas de funcionamento guardadas nos genes. Quando o pai é obeso, o risco do filho também ser obeso é de 40% e, se pai e mãe forem obesos, este índice sobe para 80%. Entretanto, as condições de vida dentro do útero da mãe podem alterar a ordem ditada pelos genes. Além disso, o ambiente, também, pode fazer com que algumas dessas instruções sejam ignoradas ou excessivamente valorizadas. 
Revista Época. Rio de Janeiro: Globo, n. 780, 06 maio, 2013. (Adaptado) 

De acordo com Mendel, a contribuição genética materna, em percentual, pode desencadear a obesidade em  
a) 0% 
b) 25% 
c) 50% 
d) 75% 
e) 100% 

14. (Uece 2014) Em um aconselhamento genético, a chance calculada pelo cientista de um casal portador de uma doença recessiva ter uma criança afetada é de 
a) 75%. 
b) 100%. 
c) 1/8. 
d) 1/4. 

15. (Unesp 2014) Dois casais, Rocha e Silva, têm, cada um deles, quatro filhos. Quando consideramos os tipos sanguíneos do sistema ABO, os filhos do casal Rocha possuem tipos diferentes entre si, assim como os filhos do casal Silva. Em um dos casais, marido e mulher têm tipos sanguíneos diferentes, enquanto que no outro casal marido e mulher têm o mesmo tipo sanguíneo. Um dos casais tem um filho adotivo, enquanto que no outro casal os quatro filhos são legítimos. Um dos casais teve um par de gêmeos, enquanto que no outro casal os quatro filhos têm idades diferentes.

Considerando-se os tipos sanguíneos do sistema ABO, é correto afirmar que, 
a) se o casal Silva tem o mesmo tipo sanguíneo, foram eles que adotaram um dos filhos. 
b) se o casal Rocha tem tipos sanguíneos diferentes, foram eles que adotaram um dos filhos. 
c) se o casal Silva tem tipos sanguíneos diferentes, eles não são os pais do par de gêmeos. 
d) se o casal Rocha tem o mesmo tipo sanguíneo, eles não são os pais do par de gêmeos. 
e) se o casal que adotou um dos filhos é o mesmo que teve um par de gêmeos, necessariamente marido e mulher têm diferentes tipos sanguíneos. 

16. (Ufg 2014) Leia as informações a seguir.

Em uma dada espécie de abóbora, a interação de dois pares de genes condiciona a variação fenotípica dos frutos. Frutos na forma discoide são resultantes da presença de dois genes dominantes. A forma esférica deve-se à presença de apenas um dos dois genes dominantes. Já a forma alongada é determinada pela interação dos dois genes recessivos.

De acordo com as informações, o cruzamento entre uma abóbora esférica duplo homozigota com uma abóbora alongada resulta, na linhagem F1, em uma proporção fenotípica de: 
a) 6/16 alongada. 
b) 8/16 esférica. 
c) 9/16 discoide. 
d) 16/16 alongada. 
e) 16/16 esférica. 

17. (Upe 2014) A determinação do sexo nos seres vivos está condicionada a diversos sistemas que envolvem processos e mecanismos distintos, importantes para a perpetuação e manutenção das espécies. Na maioria dos casos, é determinado por mecanismos genéticos, que caracterizam os sexos opostos. Em alguns grupos de organismos, um par de cromossomos sexuais é diferenciado no cariótipo de indivíduos do sexo feminino e do sexo masculino; em outros, não há diferenças morfológicas entre os cromossomos, embora alguns deles contenham os genes que definem os sexos. 
Em relação aos sistemas de determinação do sexo, analise as afirmativas a seguir:

I. Na maioria das espécies, indivíduos sem cromossomo “X” ou “Z” não conseguem sobreviver por possuírem grande quantidade de genes envolvidos em diversas características, enquanto o cromossomo “Y” ou “W” não afeta a sobrevivência por apresentar pouquíssimos genes. 

II. Nas espécies dioicas, tais como a maioria dos vertebrados e das plantas com flores, a determinação do sexo por intermédio do sistema XY ocorre no momento da fecundação e depende da ação de genes específicos, que atuam no desenvolvimento do novo organismo, tornando-o macho ou fêmea. 

III. No sistema de determinação sexual XY, as fêmeas são capazes de originar apenas um tipo de gameta, com metade dos alossomos e um autossomo sempre X. Já o macho é heterogamético, produzindo gametas com autossomo X ou autossomo Y. 

IV. No sistema de determinação XO, as fêmeas são homogaméticas por possuírem cromossomos homólogos (XX), originando apenas um tipo de gameta, e os machos são heterogaméticos por possuírem cromossomos homólogos (X0), originando dois tipos de gametas. 

V. No sistema de herança sexual ZW de algumas espécies de répteis e aves, a heterogamia é mostrada pelas fêmeas, por apresentar cromossomos sexuais (ZW), enquanto a homogamia é mostrada pelo macho (ZZ), assim é a fêmea que determina o sexo da prole.

Estão CORRETAS, apenas, 
a) I, II, IV e V. 
b) I, II, III e V. 
c) I, II e V. 
d) I, II, III e IV. 
e) I, II e III. 

18. (Unesp 2014) A complexa organização social das formigas pode ser explicada pelas relações de parentesco genético entre os indivíduos da colônia. É geneticamente mais vantajoso para as operárias cuidarem das suas irmãs que terem seus próprios filhos e filhas.

No formigueiro, uma única fêmea, a rainha, que é diploide, põe ovos que, quando fertilizados, se desenvolvem em operárias também diploides. Os ovos não fertilizados dão origem aos machos da colônia. Esses machos, chamados de bitus, irão fertilizar novas rainhas para a formação de novos formigueiros. Como esses machos são haploides, transmitem integralmente para suas filhas seu material genético. As rainhas transmitem para suas filhas e filhos apenas metade de seu material genético. 

Suponha um formigueiro onde todos os indivíduos são filhos de uma mesma rainha e de um mesmo bitu. Sobre as relações de parentesco genético entre os indivíduos da colônia, é correto afirmar que 
a) as operárias compartilham com os seus irmãos, os bitus, em média, 50% de alelos em comum, o mesmo que compartilhariam com seus filhos machos ou fêmeas, caso tivessem filhos. 
b) as operárias são geneticamente idênticas entre si, mas não seriam geneticamente idênticas aos filhos e filhas que poderiam ter. 
c) as operárias compartilham entre si, em média, 75% de alelos em comum; caso tivessem filhos, transmitiriam a eles apenas 50% de seus alelos. 
d) os bitus são geneticamente idênticos entre si, mas não são geneticamente idênticos aos seus filhos e filhas. 
e) a rainha tem maior parentesco genético com as operárias que com os seus filhos bitus. 

19. (Fgv 2014) Leia a notícia a seguir.

“Uma equipe de investigadores da Escócia estudou três galináceos ginandromorfos, ou seja, com características de ambos os sexos. A figura mostra um dos galináceos estudados, batizado de Sam, cujo lado esquerdo do corpo apresenta a penugem esbranquiçada e os músculos bem desenvolvidos, como observado em galos. Já no lado direito do corpo, as penas são castanhas e os músculos mais delgados, como é normal nas galinhas. No caso dos galináceos, a determinação sexual ocorre pelo sistema ZW.”

Admitindo-se que Sam apresente perfeita diferenciação cromossômica nas células dos lados direito e esquerdo do corpo, e uma gônada de cada lado, é correto afirmar que a gônada do lado 
a) esquerdo produz espermatozoides, constituídos pelo cromossomo Z, ou pelo cromossomo W. 
b) esquerdo produz óvulos, constituídos apenas pelo cromossomo Z. 
c) direito produz espermatozoides, constituídos apenas pelo cromossomo W. 
d) direito produz óvulos, constituídos pelo cromossomo Z, ou pelo cromossomo W. 
e) direito produz óvulos, constituídos apenas pelo cromossomo W.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizá-lo!