Bioquímica Celular - Questões de Vestibulares


1. (Fmp 2016)  O gráfico a seguir mostra como a concentração do substrato afeta a taxa de reação química.




O modo de ação das enzimas e a análise do gráfico permitem concluir que
a) todas as moléculas de enzimas estão unidas às moléculas de substrato quando a reação catalisada atinge a taxa máxima.   
b) com uma mesma concentração de substrato, a taxa de reação com enzima é menor que a taxa de reação sem enzima.   
c) a reação sem enzima possui energia de ativação menor do que a reação com enzima.   
d) o aumento da taxa de reação com enzima é inversamente proporcional ao aumento da concentração do substrato.   
e) a concentração do substrato não interfere na taxa de reação com enzimas porque estas são inespecíficas.   
  
2. (Pucpr 2016)  Leia o trecho do texto a seguir:

Mito ou verdade? Será que as baratas sobrevivem a uma explosão nuclear?

Animais que vivem abrigados têm chances maiores de sobrevivência

Você já ouviu aquela história de que, se houvesse uma guerra nuclear, apenas as baratas sobreviveriam? (...). Será que esses insetos são capazes de resistir a explosões nucleares? O professor de biologia Rubens Oda explica que os insetos compõem 90% das espécies animais do planeta Terra. “Se fosse para eu apostar em alguém para sobreviver a uma explosão nuclear, eu apostaria num inseto, não no ser humano”, comenta o professor. Mas, apesar de apostar em insetos, o professor explica que a barata não tem nenhuma capacidade especial.
“A carapaça da barata é o exoesqueleto de quitina igual a de qualquer outro inseto”, explica. Ou seja, ela não tem nenhuma resistência especial à radiação, ou mesmo ao calor e ao deslocamento de ar de uma explosão nuclear. O que acontece é que ela tem algumas características que a deixariam em vantagem numa situação extrema.
“Quando você vê as baratas nas grandes cidades, elas estão no esgoto, nas frestas. Elas estão sempre escondidas”. Por isso, as chances de ela resistir a uma grande explosão são maiores do que as de um ser humano, que habita a superfície da Terra – não à toa que, durante a Guerra Fria, abrigos nucleares eram construídos no subsolo. Outra vantagem das baratas é sua alimentação diversa. “Uma pequena quantidade de matéria orgânica é suficiente para ela se alimentar”. Não só as baratas, mas outras espécies que vivem em locais protegidos e com hábitos alimentares propícios têm maior potencial para sobreviver a uma explosão nuclear. “Desculpa se estou tirando sua ideia de que as baratas são super-resistentes, mas elas não têm nada especial”, resume Rubens Oda. 
Disponível em <http://redeglobo.globo.com/globociencia/quero-saber/noticia/2013/12/
mito-ou-verdade-sera-que-baratassobrevivem-uma-explosao-nuclear.html>.
Acesso em: 11/04/2015. Adaptado.

De acordo com o texto, o exoesqueleto quitinoso das baratas, embora ofereça resistência, não conferiria necessariamente uma proteção contra os efeitos de uma explosão nuclear. Assinale a alternativa que mostra CORRETAMENTE o tipo de molécula orgânica que forma esse exoesqueleto quitinoso e mais uma de suas funções.
a) Polipeptídeo – Inserção da musculatura.   
b) Proteína – Possibilita desenvolvimento de apêndices articulados.   
c) Polinucleotídeo – Possibilita impregnação de cálcio nos crustáceos.   
d) Polissacarídeo – Proteção contra desidratação.   
e) Carboidrato – Produção de hemácias pela medula óssea.   

3. (Fuvest 2014) Observe a figura abaixo, que representa o emparelhamento de duas bases nitrogenadas.


Indique a alternativa que relaciona corretamente a(s) molécula(s) que se encontra(m) parcialmente representada(s) e o tipo de ligação química apontada pela seta.

4. (Uece 2014) Na atualidade, os suplementos vitamínicos fazem, cada vez mais, parte da rotina de pessoas em todo o mundo, pois possuem a função de suprir a deficiência de nutrientes necessários para o bom funcionamento do corpo, quando não há tempo suficiente para dedicação a uma alimentação equilibrada. Sobre as vitaminas, é correto afirmar-se que

a) o consumo em excesso de vitaminas classificadas como hidrossolúveis é um risco para a saúde, pois, com o tempo, acumulam-se no organismo, tornando-se tóxicas.
b) devido a sua extraordinária capacidade de dissolução na gordura corporal, as vitaminas lipossolúveis não se acumulam no organismo.
c) a carência das vitaminas lipossolúveis C, A e K pode causar, respectivamente, escorbuto, cegueira noturna e hemorragia.
d) nos seres humanos, a quantidade de vitaminas que deve ser ingerida varia em função da idade, do sexo, do estado de saúde e da atividade física do indivíduo.


5. (Ufpr 2013)  Louco por um saleiro, sal foi uma das primeiras palavras que o garoto aprendeu a falar, antes de completar 1 ano de idade. Quando conseguiu caminhar com as próprias pernas, passou a revirar os armários da cozinha em busca de tudo que fosse salgado e, sempre que podia, atacava o saleiro. Aos 3 anos e meio, por causa da suspeita de puberdade precoce, o menino foi internado num hospital.
(Fonte: Christante, L. Sede de sal. Revista Unesp Ciência, n.17, 2011.)
O apetite por sal da criança, cujo relato tornou-se clássico na história da Medicina, era causado por um desequilíbrio endócrino. Após a sua morte, descobriu-se que a criança apresentava uma deficiência na produção de:
a) aldosterona pelas glândulas adrenais.
b) insulina pelo pâncreas.
c) tiroxina pela tireoide.
d) vasopressina pelo hipotálamo.
e) somatotrofina pela hipófise.


6. (Fuvest 2013)  Louis Pasteur realizou experimentos pioneiros em Microbiologia. Para tornar estéril um meio de cultura, o qual poderia estar contaminado com agentes causadores de doenças, Pasteur mergulhava o recipiente que o continha em um banho de água aquecida à ebulição e à qual adicionava cloreto de sódio.
Com a adição de cloreto de sódio, a temperatura de ebulição da água do banho, com relação à da água pura, era ______. O aquecimento do meio de cultura provocava _______.


As lacunas podem ser corretamente preenchidas, respectivamente, por:
a) maior; desnaturação das proteínas das bactérias presentes.
b) menor; rompimento da membrana celular das bactérias presentes.
c) a mesma; desnaturação das proteínas das bactérias.
d) maior; rompimento da membrana celular dos vírus.
e) menor; alterações no DNA dos vírus e das bactérias.


7. (Ufg 2013)  Leia o texto a seguir.


A base da culinária tradicional goiana ocorreu em meados do século XVIII, com a fusão dos hábitos alimentares dos índios nativos que aqui viviam aos hábitos advindos de outras culturas, destacando-se a dos bandeirantes mineiros, paulistas e portugueses com a introdução de carnes salgadas.
SANTIAGO, Raquel de A. C. et al. Alimentação saudável na culinária regionalGoiânia: Índice Editora, 2012. p. 17. (Adaptado).

Nesse período, as consequências do movimento dos bandeirantes, para a dinâmica política regional e para os hábitos alimentares na dieta da população local, foram, respectivamente:

a) surgimento das oligarquias locais; incorporação de alimentos energéticos.
b) nomeação de administradores locais; incorporação de alimentos plásticos.
c) fortalecimento do movimento separatista do norte de Goiás; incorporação de alimentos energéticos.
d) criação da capitania de Goiás; incorporação de alimentos plásticos.
e) nomeação de administradores locais; incorporação de alimentos reguladores.


8. (Uerj 2013)  Existem dois tipos principais de inibidores da atividade de uma enzima: os competitivos e os não competitivos. Os primeiros são aqueles que concorrem com o substrato pelo centro ativo da enzima.
Considere um experimento em que se mediu a velocidade de reação de uma enzima em função da concentração de seu substrato em três condições: 
  • ausência de inibidores;
  • presença de concentrações constantes de um inibidor competitivo;
  • presença de concentrações constantes de um inibidor não competitivo.
Os resultados estão representados no gráfico abaixo:


A curva I corresponde aos resultados obtidos na ausência de inibidores.
As curvas que representam a resposta obtida na presença de um inibidor competitivo e na presença de um não competitivo estão indicadas, respectivamente, pelos seguintes números:


a) II e IV
b) II e III
c) III e II
d) IV e III


9. (Ueg 2013)  As enzimas são moléculas de proteínas que funcionam como efetivos catalisadores biológicos. A sua presença nos seres vivos é essencial para viabilizar as reações químicas, as quais, em sua ausência, seriam extremamente lentas ou até mesmo não ocorreriam. Considerando-se a propriedades desses biocatalisadores, constata-se o seguinte:
a) a mioglobina presente nos músculos é um exemplo de enzima.b) as enzimas aumentam a energia de ativação de uma reação química.
c) com o aumento da temperatura, a atividade catalítica atinge um ponto máximo e depois diminui.
d) essas moléculas alteram a posição de equilíbrio das reações químicas.


10. (Ufg 2013)  Uma reportagem em relação à definição do que é o leite de fato foi veiculada na Folha de S. Paulo, edição do dia 16/09/2012 (página C7). Segundo essa reportagem: “leite é um produto natural composto de água, gordura, vitaminas, proteínas, enzimas e lactose...”. Dentre essas substâncias mencionadas, a classe que é um catalisador biológico é a
a) dos lipídios.
b) dos minerais.
c) das enzimas.
d) das vitaminas.
e) dos glicídios.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizar.