Brasil: Período Pré-Colonial (1500-1530)

O “descobrimento” e o comércio indiano – Em 1500, as índias, "recém-descobertas" por Portugal, supriam as necessidades comerciais do Reino, através do afluxo de especiarias. Neste momento, o Estado e a burguesia portuguesa estavam mais interessados na África e na Ásia, pois os lucros oferecidos pelo comércio com essas regiões eram imediatos, com o comércio das especiarias asiáticas e dos produtos africanos, como o ouro, o marfim e o escravo negro. Em contrapartida, os lucros conseguidos com a extração do pau-brasil eram insignificantes se comparados com aqueles adquiridos com os produtos afro-asiáticos.

O escambo de pau-brasil - Em 1501 e 1502 foram feitas expedições pela costa brasileira. Após os primeiros contatos com os indígenas, os portugueses começaram a explorar o pau-brasil da Mata Atlântica. O pau-brasil tinha grande valor no mercado europeu, já que sua seiva avermelhada era muito utilizada para tingir tecidos e para a fabricação de móveis e embarcações. Como estas árvores não estavam concentradas em uma única região, mas espalhadas pela mata, passou-se a utilizar a mão de obra indígena para executar o corte. Até esse momento, os índios não eram escravizados, eram pagos na forma de escambo, ou seja, através da troca de produtos. Machados, apitos, chocalhos, espelhos e outros objetos utilitários foram oferecidos aos nativos em troca de seu trabalho (cortar o pau-brasil e carregá-lo até às caravelas). Os portugueses continuaram a exploração da madeira, erguendo toscas feitorias no litoral, onde funcionavam armazéns e postos de trocas com os indígenas. 

Motivações para a colonização - Nesse período, encontravam-se, além dos portugueses, outros estrangeiros no território da América portuguesa. Dentre estes, destacam-se os franceses, que eram os principais compradores do pau-brasil da costa brasileira. No final da década de 1520, Portugal via uma dupla necessidade de dar início à colonização no Brasil. Pois, se por um lado, o Reino passava por sérios problemas financeiros com a perda do monopólio do comércio das especiarias asiáticas, por outro, a crescente presença estrangeira, notadamente francesa, no litoral do Brasil, ameaçava a posse portuguesa da sua parte nas terras do Novo Mundo. Outro fator relevante foi a descoberta de ouro e prata na América espanhola. Em 1530, o governo português enviou ao Brasil a primeira expedição colonizadora, sob o comando de Martim Afonso de Sousa. Essa expedição visava o povoamento e a defesa da nova terra, assim como, sua administração e sistematização da exploração econômica. 

Disponível em Pré-vestibular Vetor
Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizar.