Porque Portugal não colonizou o Brasil entre 1500 e 1530?


NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática, 2003. P. 40.


Algumas considerações antes de analisarmos a charge...

A charge faz referência ao período pré-colonial da história do Brasil, quando o comércio com o Oriente, contornando a costa africana (rota descoberta por Vasco da Gama em 1498), era muito rentável, principalmente enquanto durou o monopólio português sobre esse comércio.

Portugal manteve o monopólio estatal do comércio com o Oriente até ao terceiro quartel do século XVI, mas não pôde continuar a assegurá-lo porque os encargos eram grandes e os lucros começaram a diminuir devido á concorrência comercial de ingleses e holandeses, aos ataques árabes, ao assalto dos piratas aos navios vindos da Índia.


Vale lembrar que o monopólio português sobre essa rota comercial foi uma determinação papal, cuja influência estava sendo questionada nos países que principiaram a Reforma Protestante.

Portanto, a charge demonstra o pouco interesse de Portugal em colonizar o Brasil a partir de 1500, já que isso demandaria investimentos, gastos. Consequentemente, era muito mais interessante continuar lucrando no Oriente do que gastar no Brasil. Isso porque as expedições exploradoras, que vieram a costa brasileira nesse período, não encontraram metais preciosos (sinônimo de riqueza na época = mercantilismo > metalismo) como encontrou a Espanha na América Central e Andina, causando desilusão nos portugueses.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizá-lo!