1. a) a ambiguidade no reconhecimento, pela sociedade colonial e imperial brasileira, da condição dos africanos escravizados, que se manifestava sobretudo diante de algumas formas de resistência à exploração. 

2. a) defesa do federalismo, buscando maior autonomia para as províncias. 

3. a) a separação de famílias, ou o perigo dela, gerava revoltas, fugas, formação de quilombos e atentados individuais contra senhores e feitores, sem contar os suicídios. 

4. d) Na segunda metade do século XIX o café já era o principal produto de exportação com largo crescimento em São Paulo. 

5. d) natureza tropical / herança cultural dos grupos nativos 

6. a) a Lei do Ventre Livre, de 1871, que libertava os filhos de escravos nascidos no Brasil a partir daquela data, e pela qual se obrigava também o proprietário a sustentá-los até os oitos anos de idade. 

7. c) ao enfraquecimento da monarquia frente às crises políticas e ao crescimento do abolicionismo. 

8. d) invadiu e conquistou áreas territoriais brasileiras na região do Mato Grosso, para garantir a construção do Grande Paraguai. 

9. c) a progressiva substituição do trabalho escravo, culminando com a Abolição em 1888.

10. d) a utilização de ferramentas e máquinas foi muito restrita na sociedade escravista; com isso, o escravo negro foi o elemento principal de toda a atividade produtiva colonial. 

11. d) A Lei de Terras visava a aumentar o valor das terras e obrigar os imigrantes a vender sua força de trabalho para os cafeicultores. 

12. a) a substituição do livre-cambismo por medidas protecionistas, através da Tarifa Alves Branco. 

13. e) à predominância do poder civil que não prestigiava os militares e lhes proibia o debate político pela imprensa. 

14. c) da imigração italiana, caracterizada pela contratação de mão-de-obra estrangeira para a lavoura cafeeira, e do posterior processo de migração e de crescimento urbano de São Paulo. 

15. b) os lucros auferidos com a produção e a comercialização do café, que deram origem ao capital para a instalação de indústrias e importação de mão-de-obra estrangeira.

16. d) a extinção do tráfico de escravos, tendo seus objetivos sido alcançados em 1850.

17. d) Liberal e Conservador, sem diferenças ideológicas significativas, alternavam-se no poder, sustentando o parlamentarismo de fachada, manipulado pelo imperador. 

18. d) a aliança entre exército e burguesia cafeeira que, além da derrubada da monarquia, constituíram uma base social estável para o novo regime. 

19. e) pagavam um determinado valor equivalente a sua liberdade ou "manumissão".
Axact

Portal do Vestibulando

O espaço virtual do estudante!

Postar um comentário:

6 commentários:

  1. Muito bom ... Ótimas questões !

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelas questões!

    ResponderExcluir
  3. Questões boas... Mas agora já pode melhorar um pouco no nível não?

    ResponderExcluir
  4. Maravilhosas ... Agora eu estudo por essas questões de vestibulares para a prova e me saio muito bem, graças a Deus. Porque elas treinam nosso conhecimento, mas tb ensina bastante. Então, obrigada. Muito boas.

    ResponderExcluir