Descolonização da África e da Ásia - Gabarito


1. a) a impossibilidade de saídas negociadas, as divergências entre os vários grupos que lutavam contra a colonização portuguesa, o personalismo de algumas lideranças.   

2. a) a colonização europeia foi inseparável da descolonização da Ásia e da África do século XX, pois o nacionalismo, um valor ocidental, foi usado pela classe dirigente que, identificada com o Estado Nacional, não respeitou as tradições locais, isto é, a descolonização não destruiu a colonização; água e vinho estão misturados.

3. d) controle sobre a movimentação, desautorizando os negros a transitar em determinadas áreas das cidades.   

4. b) recusa de Gandhi à exploração neocolonial da Índia pela Inglaterra.   

5. b) Das potências europeias coloniais, França e Reino Unido apoiaram a agenda dos dois movimentos, já que viam os mesmos como forma de impedir a expansão dos interesses soviéticos na África e no Oriente Médio.   


6. b) Muitas lideranças africanas implementaram ditaduras pautadas na força quando da sua independência em relação aos europeus.   

7. d) segregacionismo oficial, que permitia que uma minoria de brancos controlasse o poder político e garantisse seus privilégios diante da maioria negra.

8. e) a maioria das divisões políticas da África definidas pelos colonizadores se manteve, em linhas gerais, mesmo após os movimentos de independência. 

9. c) acirramento das guerras intertribais no processo de descolonização que não respeitou as características culturais do continente.

10. b) A Organização das Nações Unidas tornou-se o parlamento no qual muitos países condenavam o neocolonialismo, dado que proclamava a autodeterminação dos povos.

11. e) marco no movimento descolonizador da África e da Ásia que condenou o colonialismo, a discriminação racial e a corrida armamentista.

12. d) à herança do colonialismo, que introduziu o conceito de Estado-nação sem considerar as características das sociedades locais.

13. e) da herança combinada de tribalismo e colonialismo, que redundou na formação de micro-nacionalismos incapazes de reconstruir antigas formas de associação bem como de construir novas.

14. e) pela intransigência do salazarismo somente eliminada com a Revolução de Abril de 1974.

15. a) às lutas dos países islâmicos para se livrarem da dominação das potências Ocidentais.

16. c) deriva sobretudo das dificuldades de formação dos Estados nacionais africanos, que não conseguiram romper totalmente, após a independência, com os sistemas econômicos, culturais e político-administrativos das antigas metrópoles.

17. d) o processo de descolonização, que, mantendo as mesmas fronteiras do colonialismo europeu, desrespeitou as diferentes etnias e nacionalidades

18. a) na Carta das Nações Unidas e Declaração dos Direitos do Homem.

19. c) Ao pan-africanismo, que defendia a existência de uma identidade comum aos negros africanos e a seus descendentes. 


20. e) o não alinhamento político, econômico e militar aos EUA ou à URSS, decisão tomada pelos países do Terceiro Mundo reunidos na Conferência de Bandung, na Indonésia. 



Compartilhe no Google Plus

Sobre Portal do Vestibulando

O objetivo do site é fornecer material didático a todas as pessoas que buscam ampliar seus conhecimentos, vestibulandos ou não. Assim, caso você precise de algum material específico, entre em contato conosco para que possamos disponibilizá-lo!